RANKING DE JUNHO

E mais um mês chega ao fim e outro se inicia. O mês de julho foi aguardado com muita ansiedade, ao menos para mim, pois isso significa férias para quem faz faculdade, algum curso, ou está na escola.

Junho foi um mês muito corrido: provas na faculdade, estágio, trabalhos do estágio para serem entregues, pesquisas — no fim, tudo deu certo. Mas, após a tempestade, segue-se a bonança, e assim espero que seja julho, um pouco mais tranquilo. O que mais quero nesse mês é esquecer o significado da palavra fichamento (que me atormentou durante o primeiro semestre).

Apesar de ter muita coisa para fazer e estudar, consegui focar aqui no blog e fazer três posts por semana, que é a meta que tento atingir. Além disso, as leituras não ficaram atrasadas, foi possível ler bastante e escrever as resenhas desses livros. Foram quatro livros lidos, com os quais farei um ranking. E aí, quem será que foi o campeão do mês de junho? Confira!

rosto_de_caveira_capa4° ROSTO DE CAVEIRA, OS FILHOS DA NOITE E OUTROS CONTOS – ROBERT E. HOWARD (MARTIN CLARET, 2013): Esta é uma coletânea de várias histórias escritas por esse clássico autor do horror e da fantasia. Seus contos eram publicados em revistas entre as décadas de 1920 e 1930, o que garantiu o sucesso desses gêneros literários naquela época. O livro traz uma novela, com um enredo de ação e mistério, que pode ser considerado um pouco clichê e canastrão hoje em dia, porém era algo novo para sua época. Howard foi o criador de ‘Conan, o bárbaro’, sua obra mais famosa. Esse foi um autor que contribuiu muito para que o gênero fantasia pudesse crescer, se tornando mais popular. Os outros contos desse livro apresentam histórias de monstros e maldições, viagens pelo mundo, histórias sobre eras medievais. Para quem gosta desses tipos de histórias, a leitura é indicada. O ponto fraco do livro é a falta de capricho da editora com a revisão, que ficou meio porca. Confira o que eu achei do livro, na íntegra, AQUI.


medico_monstro_capa3° O MÉDICO E O MONSTRO – ROBERT LOUIS STEVENSON (PENGUIN-COMPANHIA, 2015): Mais um livro escrito por um Robert. Porém, esse é um autor mais conhecido, assim como esse livro, considerado um clássico da literatura gótica e de horror. Quem é que nunca ouviu falar de ‘O médico e o monstro’? Esse é um romance que inspirou autores, livros, filmes e peças teatrais. Trata-se de um livro bem curto, com menos de cem páginas nessa edição. Apesar de ser uma narrativa criada para causar espanto, não fica apenas nisso. É, também, uma análise entre o permitido (explicito) e o proibido (implícito); da razão e do prazer; do id e do ego. Quem vê cara, não vê coração; essa talvez seja uma frase que resume bem o livro. A presente edição traz o romance em forma integral e alguns extras, como um prefácio e uma introdução, escritos por gente que entende do assunto. Veja minha análise completa da obra AQUI.


fantasmas_seculo_XX_capa2° FANTASMAS DO SÉCULO XX – JOE HILL (SEXTANTE, 2008): Se você procurar esse livro em alguma loja, verá que ele está esgotado. Só é possível encontrá-lo em sebos e o esforço dessa busca será gratificante. Este foi o primeiro livro publicado de Hill, que é filho do mestre Stephen King. O filho viaja pelo mesmo gênero que o pai, porém com estilo diferente, tanto que ele não adotou o sobrenome King para evitar comparações, que seriam inevitáveis. É uma coletânea com 17 contos, alguns deles receberam prêmios importantes, como o Bram Stoker. São contos que possuem uma média de vinte páginas, ou seja, é uma leitura rápida. A disposição dos contos faz com que a leitura flua, sem ficar tediosa. Quem lê o título do livro pode esperar histórias de terror, que vão deixar com medo. Esse não é o caso, são histórias mais imaginativas do que assustadoras, sendo algumas até bonitinhas. Quem não conhece o autor, essa é uma boa introdução. São contos divertidos e criativos. Veja o post que fiz sobre a leitura desse livro AQUI.


retrato_dorian_gray_capa1° O RETRATO DE DORIAN GRAY – OSCAR WILDE (PENGUIN-COMPANHIA, 2012): O livro de Joe Hill é o único dessa lista que não é considerado clássico. Wilde foi um autor polêmico, o que refletiu em sua vida e em suas obras, principalmente em seu único romance publicado. Esta é uma obra que sofreu censura na época em que foi publicada, ou seja, no final do século XIX. O autor foi um grande fã da mitologia grega, assim como S. Freud, por isso é possível observar semelhanças nas obras de ambos (além de terem em comum o gosto pela psicologia). ‘O retrato de Dorian Gray’ é um romance interpretativo, para ser lido nas entrelinhas. Gray se assemelha a Narciso, que fica impressionado com seu reflexo (Dorian com seu retrato). Porém, esse retrato guarda mais segredos, refletindo a alma do jovem. Uma leitura muito rápida, essencial para quem gosta de ler. Um clássico atemporal. Conheça mais sobre o livro clicando AQUI.


Achou justo o ranking? O primeiro lugar foi merecido? Deixe um comentário dizendo o que achou.

O post mais visualizado do último mês foi sobre minha indicação ao ‘Mistery Blogger Award’.

No fim das contas, junho foi um mês muito bom e espero que também tenha sido para você que está lendo. O único ponto negativo foi que a placa de vídeo do meu computador queimou, e essa não é uma peça barata! Agora serei obrigado a montar um computador novo, pois o resto do hardware é antigo; não compensa misturar peças novas e mais potentes com outras mais antigas e fracas.

Obrigado por ler até aqui, tenha uma ótima semana!

Alan Martins

ranking_junho
Imagem de Gordon Johnson, publicada sob licença CC0 Domínio Público. Disponível em: https://pixabay.com/photo-1751098/; E Ginny, publicada sob licença Atribuição-Compartilha Igual 2.0 Genérica. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Book_sale_loot_(4552277923).jpg. (Editado)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: Alan Martins

Graduando em Psicologia. Amante da Literatura, resenhista e poeta (quando bate a inspiração). Autor e criador do Blog Anatomia da Palavra. Não sou crítico literário, porém meu pensamento é extremamente crítico.

12 pensamentos

  1. Dorian Gray! Já li 3x. E é muito raro eu fazer releituras. “O médico e o monstro” também é fascinante. Cheguei no seu blog agora (a partir do Skoob) e vou atrás das suas indicações. Obrigada! PARABÉNS!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Uau! Manter as leituras, postagens, faculdade e trabalho! Que você tenha a merecida tranquilidade em julho! Bem legal o ranking! O quarto colocado não conheço, mas a capa me desperta curiosidade. O médico e o monstro é um dos meus favoritos! Os outros dois também não conheço mas tenho muita curiosidade pelo título: O retrato de Dorian Gray.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Bons tempos de faculdade chegaram com teu post, era uma loucura trabalhar, estudar, ler e escrever mas tinha paixão por fazer. Depois, a prática de verdade. Bom, como não li os dois livros que ficaram para trás apenas os dois primeiros, creio que há lógica em teu ranking. Tenha um julho tranquilo. Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Olá Alan! Acho impressionante que tu consigas administrar tantos afazeres e, ao mesmo tempo, ler e resenhar vários livros. Parabéns por tanta dedicação! Que este novo mês te traga o merecido descanso e recarga das baterias! Abraço, Fernanda.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s