Julho: tchau, férias

Julho é um mês ambíguo: marca o início das férias da faculdade, mas também marca o final (é bom e ruim). Ao meu ver, julho foi um período bem aproveitado, com tempo disponível para descansar e fazer o que eu bem entendesse, com um pouco menos de preocupações.

Aproveitei para testar novos dias para postar o conteúdo do blog, o que pode ter causado estranheza. É sempre bom tentar novos meios e buscar evoluir, valeu a pena o teste. E as visualizações e quantidade de posts continuaram na média, o que é muito bom também.

Um mês muito bom para as leituras, com bastante ficção científica no catálogo. Queria ter sempre esse tempo, que tive nas férias, para me dedicar à leitura. Talvez isso aconteça em breve, já que este será meu último semestre de faculdade. Porém, a vida não para e precisamos evoluir, sempre estudar e buscar se especializar. Sendo assim, acho que não terei tanto tempo assim.

Vamos ao que interessa! Apresento o ranking de leituras do mês de julho. Vamos ver quem foi o vencedor!


a máquina do tempo editora suma5° A máquina do tempo – H. G. Wells (Suma, 2018): O primeiro romance de Wells é uma história de ficção científica, mais especificamente de viagem no tempo. Publicado pela primeira vez no final do século XIX, foi inovador por apresentar uma máquina capaz de realizar a proeza de viajar no tempo. Ao mesmo tempo, esse fato também é um ponto fraco, por conta da falta de detalhes sobre o funcionamento dessa máquina e de outros detalhes em geral. O futuro apresentado nesse livro é bem diferente de uma era avançada tecnologicamente, na verdade a civilização desse futuro alternativo decaiu bastante e vive ameaçada por criaturas noturnas. Wells baseou-se na teoria da evolução, de Darwin, que era uma ideia bastante popular em sua época. Apesar de ser uma ideia boa, sua execução não foi das melhores. A narrativa é corrida, com pressa, deixando o enredo pouco desenvolvido. O autor admitiu que escreveu o livro com pressa por estar precisando do dinheiro que ganharia com sua publicação. Um grande clássico, mas poderia ter sido um livro bem melhor. Uma bela edição da Editora Suma. Leia minha resenha AQUI.

Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2KDActG


Fundação livro capa Aleph4° Fundação – Isaac Asimov (Aleph, 2009): Inicialmente, ‘Fundação’ fazia parte de uma trilogia, publicada na década de 1950, que se expandiu em uma série de sete livros a partir da década de 1980. O primeiro volume da trilogia original é composto por contos que foram publicados em revistas pulp, contos estes que, apesar de não serem ligados diretamente, seguem um enredo e uma linha do tempo. A narrativa se passa em um futuro distante, com a galáxia conquistada pelo ser humano. Existe um governo gigantesco, único e central, o Império Galáctico. Um império tão grande assim pode ruir a qualquer momento, é o que a História nos mostra. Hari Seldon, um psico-historiador, prevê essa ruína e cria planos para o futuro. Com a queda do Império Galáctico, a humanidade passaria por séculos de barbárie. Seu plano é estabelecer, no planeta Terminus, a Fundação, composta por cientistas que seriam responsáveis pela criação de um novo império, reduzindo esse tempo de catástrofes para mil anos. Obra clássica da ficção científica, com uma escrita simples e bastante dinâmica. Clique AQUI e conheça mais sobre o livro.

Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2NAMcZQ


Fundação e império capa Aleph3° Fundação e Império – Isaac Asimov (Aleph, 2009): A segunda parte da ‘Trilogia da Fundação’ apresenta um romance de fato, já não são mais contos conectados entre si. O enredo ainda se baseia no Plano Seldon, que busca o estabelecimento de um novo Império Galáctico, que será feito pela população da Fundação. Algum tempo após os eventos do primeiro livro, o antigo Império dá seus últimos suspiros e tenta ainda sobreviver, passando a enxergar a Fundação como uma grande ameaça. Todavia, esse não é o maior dos problemas que a Fundação enfrentará, já que uma nova ameaça surgirá, um ser conhecido como Mulo, que é capaz de mexer com a mente das pessoas e visa a conquista de toda a galáxia. Nesse volume conheceremos novos personagens, que são tão interessantes quanto aqueles que conhecemos em ‘Fundação’. A escrita continua dinâmica, direta e sem enrolação, Asimov não se perdia em detalhes excessivos. De certa forma, o segundo volume é superior ao primeiro, apresentando um enredo mais elaborado, uma escrita melhor. Leia minha resenha desse livro AQUI.

Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2mJYwMe


Segunda Fundação Capa Aleph2° Segunda Fundação – Isaac Asimov (Aleph, 2009): Finalizando a trilogia de forma grandiosa, ‘Segunda Fundação’ apresenta uma grande surpresa, como o título já indica: a existência de uma segunda Fundação. Com essa descoberta, o Plano Seldon toma novos rumos, afinal, essas duas Fundações possuem papéis importantíssimos. A primeira desenvolveu-se com as Ciências Exatas, a segunda com as Ciências Humanas, principalmente a psico-história, ciência ficcional baseada na Psicologia, Economia e Sociologia. O Mulo ainda busca o domínio da galáxia e precisa encontrar essa segunda Fundação, ele não medirá esforços. Porém, a primeira Fundação também busca sua localização, que é essencial para seu futuro. Esse é o volume que apresenta o maior número de mistérios e reviravoltas, assim como novos personagens que movem a narrativa. Toda a trilogia é muito boa e venceu inúmeros prêmios de grande relevância, assim como foi bastante influente e importante para o gênero ficção científica, uma inspiração para novos autores. Trata-se de uma trilogia que merece ser conhecida. Leitura gostosa e leve, sem complicações. Clique AQUI para ler minha resenha.

Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2v3sdwi


A morte de Ivan Ilitch Capa Martin Claret1° A morte de Ivan Ilitch e outras histórias – Leon Tolstói (Martin Claret, 2018): Autor de obras de peso como ‘Anna Karenina’ e ‘Guerra e paz’, Tolstói também escreveu novelas de sucesso, como ‘A morte de Ivan Ilitch’. Essa história narra a morte desse personagem, uma pessoa que trabalha demais e deixa de dar atenção para outras questões da vida, como a família. Ele adoece e sofre até que seu fim chegue. Trata-se de uma novela filosófica, que apresenta, de forma magistral, como o ser humano fica fragilizado quando adoece, tanto fisicamente quando psicologicamente. Essa edição já valeria a pena apenas por conter essa novela, porém outras duas histórias fazem parte desse pacote: ‘Sonata a Kreutzer’ e ‘O padre Sêrgui’. Também são narrativas filosóficas, que fazem o leitor pensar, abordando temas como direitos da mulher, machismo, castidade e repressão de desejos. Com tradução direta do russo, feita pelo poeta Oleg Almeida, essa edição, em capa dura, apresenta um design peculiar: a capa tem um recorte no centro. Quem gosta de literatura russa, ou de clássicos, deve conhecer as obras de Tólstoi e esse livro é um bom ponto de partida. Três histórias muito interessantes, que mostram a grandiosidade desse autor, um dos maiores de todos os tempos. Clique AQUI e conheça mais sobre o livro.

Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2uB3gHE


Como foi o seu mês de julho? Me diga nos comentários. Também comente sobre o que achou deste ranking. Já leu algum dos livros citados? Quero saber!

O post mais visualizado do mês foi: Os diferentes formatos de livros

Obrigado pela visita.

Alan Martins

Adeus tchau julho
A imagem utilizada neste trabalho foi publicada sob Licença (CC0 1.0) e está disponível em: https://www.maxpixel.net/photo-3083944.

Anúncio
Livros mais vendidos Amazon
Clique e encontre diversos livros em promoção!

Curta a página do blog no Facebook 👍

Siga no Instagram 📸

Siga no Twitter 🕊

Gosta de livros?📚 Veja outras dicas de leitura »»AQUI«««

Gosta de poesia? 🍂 Confira algumas »»»AQUI«««

Veja algumas dicas ‼  »»»AQUI«««

Confira algumas listas  »»»AQUI«««


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: Alan Martins

Graduando em Psicologia. Amante da Literatura, resenhista e poeta (quando bate a inspiração). Autor e criador do Blog Anatomia da Palavra. Não sou crítico literário, porém meu pensamento é extremamente crítico.

7 pensamentos

  1. uma série interessante, e tem como início Wells, o que dispensa maiores comentários. escritor brilhante e imaginativo, penso que assume lugar de destaque na literatura do seu gênero. Asimov é outro que trabalha bem suas narrativas, embora o considere um pouco menos que Wells, e esse pouco menos não depreciativo, ao contrário, apenas que o primeiro é o Primeiro. Tolstói é um mago da escrita, e cada frase sua é um presente ao leitor. julho de férias proveitoso e muito rico o seu, Alan. fico feliz. um grande abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Foram ótimos livros, apenas grandes nomes de suas respectivas áreas. Recomendaria qualquer um desses livros, sem qualquer dúvida. Gostaria de ter mais meses ricos como foi julho.
      Obrigado pelo comentário. Um grande abraço e um bom final de semana para você!

      Curtir

  2. No mês de julho eu retomei aquele gosto e prazer pela leitura depois de quase 1 ano de ressaca literária… Foi com “As Brigadas Fantasma” (de John Scalzi) que tive aquele novo ímpeto em ler mais e mais, finalizei o mês com “O Aprendiz de Assassino” da Robin Hobb.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Sim sim… Scalzi se tornou um dos meus autores favoritos, daqueles q se torna obrigatório ler tudo. Essa série da Guerra do Velho, na verdade, acho q são 6 livros e mais alguns contos (q foram publicados apenas em e-book lá fora). Vale muito a pena Alan…

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s