Poema: Sobre a escuridão

sobre_a_escuridao
Imagem: Pexels. Publicada sob Licença (CC0 1.0).

Esse é um poema de 2012, escrito por um Alan mais jovem, fascinado por livros, histórias e jogos de terror. O resultado disso não poderia ser diferente, alguns versos sobre algo presente em qualquer boa prosa de horror: a escuridão.

A escuridão é um tema amplo, que pode ser explorado de diversas maneiras. Ninguém sabe o que se esconde na penumbra, quais criaturas se esgueiram por ela, os piores pesadelos que ela pode trazer. Enfim, nossa imaginação parece ganhar uma enorme força quando confrontada com a falta de luz. Ironicamente, a falta é o que dá luz à imaginação.

Deixo o aviso: tome cuidado com a escuridão, ela te observa, pode sentir seu medo.

Sobre a escuridão

A escuridão se aproxima, todos podem ver
Sinto seu frio, ouço seu silêncio, faz meu sangue ferver.
Não posso deixar ser tocado, pois coisas ruins podem acontecer,
Alegria, luz, calor, tudo isso irá desaparecer.

Quando a escuridão chega, a luz é o lugar mais seguro,
Seja você forte ou fraco, jovem ou maduro.
A escuridão é forte como um touro,
Mas a luz é intensa, brilha como ouro.

Conheci pessoas tocadas pela escuridão
Hoje sofrem as consequências dessa terrível situação.
Falta de memória, demência, perdem a noção,
Calafrios que gelam a alma e aceleram o coração

Tenho medo da escuridão e de seus atos
Mexem com a mente, já diziam os boatos.
Ataca por prazer, sem sobressaltos,
Faz uso dos piores truques, dos truques mais baratos.

Alan Martins


Parceiro
Amazon banner livros universitários
Clique e confira grandes descontos!

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: Alan Martins

Graduando em Psicologia. Amante da Literatura, resenhista e poeta (quando bate a inspiração). Autor e criador do Blog Anatomia da Palavra. Não sou crítico literário, porém meu pensamento é extremamente crítico.

18 pensamentos

  1. A vida sempre nos surpreende porém há também os clichês dela que nos acompanham até o fim. Um deles: a escuridão. De alguma maneira vivo uma contradição: assim como tenho paixão pelo amanhecer, a escuridão também me atrai. Aquela coisa dos opostos se atraírem. Viver não nada preciso. Bem escrito pelo Alan mais jovem e agora mais amadurecido como esvreveria?

    Curtido por 2 pessoas

    1. Acho a escuridão um tema bem bacana. O escuro sempre foi sinônimo de perigo, ainda mais quando não dominávamos o fogo. Agora aina representa, porque nos acostumamos com a luz elétrica, então a escuridão traz ideias antigas, medos arcaicos. Ou uma grande raiva e frustração, pela falta de eletricidade e do comodismo. Dá para se escrever muito nesse tema. Tentarei criar algo, cinco anos depois, falando sobre a escuridão. Vamos ver o que sai, se vai ser melhor do que o Alan de 2012 (falando em terceira pessoa assim, me sinto o Pelé).

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s